Postado em 30 de Maio de 2018 às 14h31

Audiência Pública discute Parque Tecnológico

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – Através de proposição do vereador Cleiton Fossá, a Câmara de Chapecó realiza nesta segunda-feira, dia 4 de junho, às 9h, Audiência...

Chapecó – Através de proposição do vereador Cleiton Fossá, a Câmara de Chapecó realiza nesta segunda-feira, dia 4 de junho, às 9h, Audiência Pública para debater a construção, infraestrutura e forma de gerenciamento do Parque Científico e Tecnológico de Chapecó. A reunião será realizada no Plenário do Legislativo e é aberta ao público interessado. “Esta nova matriz econômica terá uma missão primordial no mercado de trabalho e no desenvolvimento social de toda a região Oeste”, diz.

O vereador justifica o encontro por entender que são necessários discutir alguns assuntos sobre o Parque. Fossá diz que é importante saber os motivos do atraso nas obras, a forma de governança e o papel que a instituição tem para o desenvolvimento de Chapecó e a região. Logo que assumiu como vereador, em 2013, ele promoveu três reuniões de trabalho, com diversas entidades ligadas ao setor de tecnologia e inovação, para debater o fortalecimento e crescimento desta importante areá.

Após isso, a Política Municipal de Incentivo à Inovação e Tecnologia, conhecida como Lei da Inovação, e o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI), foram aprovadas ainda no ano de 2013. A iniciativa foi promovida através da Câmara Municipal de Chapecó com o objetivo de desenvolvimento de uma nova matriz econômica para o Oeste. Ele lembra que este projeto teve a participação de diversas entidades e que foi uma construção coletiva da sociedade.

Conforme Fossá, é necessário que o Parque Científico e Tecnológico passe a funcionar o mais rápido possível. “A Lei de Inovação proporcionará ainda o desenvolvimento econômico ligado à área social. Chapecó depende atualmente de uma matriz econômica que possui seus limites, que é a agroindústria. Por isso, é necessário o apoio a outras áreas”, explica. “Além de ambientalmente limpa, esta nova matriz fortalecerá a economia de Chapecó e de todo o Oeste”, complementa.

Os convidados

Foram convidados o prefeito Luciano Buligon, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Márcio Sander, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Adenilso Biasus, e todos os membros, de forma individual, que fazem parte do Conselho. O CMCTI é composto por representantes da ACIC, do Sicom, do Deatec, da Acate, além de entidades ligadas ao ensino, como a UFFS, a Udesc, o IFSC, a Unochapecó, a Unoesc, o Sebrae, o Senac e o Senai.

 

Bruno Pace Dori, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Doação de órgãos é afetada pela Covid-19 e cai 6,5% no Brasil12/08        A doação de órgãos e transplantes também foi afetada pela Covid-19. A Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) divulgou nesta quarta-feira (12) que a taxa de doadores efetivos caiu 6,5% em comparação com o primeiro semestre do ano passado.        Conforme......
Número de casos confirmados passa de 400 em Chapecó12/05 Nesta terça-feira (12) a atualização da Prefeitura de Chapecó apresenta a confirmação de mais 52 novos casos. Até o momento, são 405 casos confirmados, 43 estão recuperados e nenhum......
Fossá discute instalação de energia e água em Reunião de Trabalho20/02/19 Na terça-feira (19), às 9 horas, a Câmara de Vereadores de Chapecó realizou uma Reunião de Trabalho para debater a instalação de energia elétrica e água em Chapecó. O encontro foi solicitado......

Voltar para NOTÍCIAS