Postado em 13 de Novembro de 2019 às 14h53

Chapecó pode ser exemplo nacional

        223.360 (Duzentos e vinte mil, trezentos e sessenta e sete) habitantes. Esse é o tamanho da nossa querida Chapecó, de acordo com o último censo levantado pelo IBGE. Somos a maior cidade do oeste catarinense.

        Para se ter uma ideia, em 2010, no último Censo realizado, nossa cidade alcançou um índice de desenvolvimento humano (IDHM) de 0,790. Esse valor é considerado alto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

        Além disso, Chapecó é um importante polo econômico agroindustrial, que atrai diversos trabalhadores que se deslocam para trabalhar e viver aqui.

        No entanto, apesar de tamanho progresso, grande parte da população chapecoense sofre com a falta de acesso à serviços públicos de qualidade, principalmente nas áreas de saúde, educação, habitação e infraestrutura.

 

Esse problemas são antigos

        Grande parte desses problemas ocorrem há muito tempo. Não é de hoje que os cargos comissionados no executivo da cidade são carregados de interesses pessoais, que afetam diretamente o bem comum e a prestação eficiente dos serviços.

        Muitos representantes eleitos, do poder legislativo quanto no poder executivo, acham que é comum, parentes e amigos ocuparem cargos comissionados na prefeitura, apenas por essa relação próxima. Esquecem que isso traz um tamanho retrocesso para a cidade.

        Precisamos mudar. E para isso, estamos coletando assinaturas para encaminhar por meio de iniciativa popular, um Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município de Chapecó.
Esse Projeto, prevê três medidas importantes para o avanço do município nas bases democráticas.

       Sendo aprovado, ele irá melhorar a prestação dos serviços em nossa cidade, garantindo mais ética e transparência no setor público municipal.

As três medidas são:

  • Proibição de Vereadores Secretários;
  • Qualificação dos cargos comissionados e funções de confiança;
  • Proibição do nepotismo cruzado no município.

       Por meio delas estaremos combatendo e prevenindo a utilização do dinheiro público para benefícios pessoais de agentes políticos.

 

Qualificação dos cargos comissionados e de confiança, um dos problemas mais agravantes na nossa cidade

        Nesse Projeto de Lei Popular, prevemos que os cargos de confiança e comissionados deverão ocupar um percentual mínimo, priorizando sempre os cargos concursados. Isso evita o chamado "cabide" de emprego na prefeitura, bem como a troca de favor.

        Os cargos comissionados deverão restringir-se tão e somente para as atribuições de chefia, direção e assessoramento. E outro detalhe, para serem ocupados, a pessoa deverá apresentar as devidas qualificações.

        A cidade toda ganha com isso. É inadmissível uma pessoa ocupar um cargo na secretaria de meio ambiente não possuindo nenhum conhecimento técnico para isso. E o mesmo vale para a educação, saúde e demais áreas da prefeitura.

        O dinheiro arrecadado na cidade não pode ser gasto com funcionários despreparados para assumir determinado cargo. Esse dinheiro precisa ser revertido para o bem estar social, criando mais inclusão e distribuição de renda.

        Quantas vezes você foi até a prefeitura resolver um problema, e saiu frustrado com o péssimo atendimento?

        Quantas vezes você precisou realizar um simples serviço, e foi atendido por uma pessoa antipática, sem vontade de trabalhar e que não sabia sequer o que você estava precisando naquele momento?

        Essa é uma situação frustrante para os habitantes da nossa querida Chapecó. Por isso, a população não aceita mais tais nomeações. Elas pesam no bolso do contribuinte.


Chegou o momento de dar um basta nessa situação

        Chegou a hora de aprovarmos uma lei que proíba a nomeação de parentes e vereadores em cargos comissionados na prefeitura. Mas para isso precisamos de você!

 

Precisamos da ajuda de todos os cidadãos de Chapecó

        Existem muitos cargos comissionados e de confiança sendo ocupados por parentes de vereadores, e de servidores públicos municipais. Essas pessoas, em sua maioria, não possuem qualificação necessária para ocupar esses cargos.

        Isso gera um ônus relativamente grande para a população. Parte dos impostos arrecadados vão para o pagamento do salário desses funcionários, e sabe o que acontece? Uma má gestão dos recursos públicos. É desperdício do seu dinheiro.

        Precisamos dar um basta nessa situação. E para isso estamos colhendo cerca de 8 mil assinaturas. Todos os cidadãos de bem precisam se conscientizar da importância desse Projeto de Lei Popular nos ajudando a mudar essa situação.

        Essa é uma vitória para todos os cidadãos e cidadãs de Chapecó, que assim como eu e você estão cansados do descaso e da falta de responsabilidade com o dinheiro público.
Podemos nos tornar um exemplo moral e ético para o Brasil.

        Nossa voz tem que ser ouvida. Somente nós somos capazes de dar um basta nessa situação. Vamos juntos construir uma cidade mais humana e justa para todos e todas.

Acesse bit.ly/temosquemudar e saiba mais!

 

 

Cleiton Fossá, advogado, professor universitário e vereador por Chapecó.

Veja também

Aprovado programa de assistência técnica gratuita para obras residenciais21/11/18 Chapecó – A Câmara de Vereadores aprovou nesta quarta-feira, dia 21, o Projeto de Lei 208/18, que institui o Programa Municipal de Assistência Técnica Habitacional Pública e Gratuita em Chapecó. De origem do Executivo, a pauta foi levantada pelo vereador Cleiton Fossá que, em 12 de junho, promoveu uma Reunião de Trabalho no Legislativo para discutir a......
Ações de maio foram voltadas aos direitos da população05/06/18 Chapecó – O mês de maio foi movimentado para o mandato do vereador Cleiton Fossá. Além das demandas recebidas através Gabinete Virtual, WhatsApp e Facebook, ou de visitas às comunidades, o vereador cobrou, da......
Reunião discute atraso na EBM Rolim de Moura05/11/13 Chapecó - Após a obra de reforma e ampliação da EBM Severiano Rolim de Moura, no bairro Santo Antonio, sofrer três aditivos de prorrogação do prazo de conclusão, o vereador Cleiton Fossá apresentou requerimento pedindo explicações sobre o atraso na obra. O......

Voltar para NOTÍCIAS