Postado em 13 de Novembro de 2019 às 14h53

Chapecó pode ser exemplo nacional

        223.360 (Duzentos e vinte mil, trezentos e sessenta e sete) habitantes. Esse é o tamanho da nossa querida Chapecó, de acordo com o último censo levantado pelo IBGE. Somos a maior cidade do oeste catarinense.

        Para se ter uma ideia, em 2010, no último Censo realizado, nossa cidade alcançou um índice de desenvolvimento humano (IDHM) de 0,790. Esse valor é considerado alto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

        Além disso, Chapecó é um importante polo econômico agroindustrial, que atrai diversos trabalhadores que se deslocam para trabalhar e viver aqui.

        No entanto, apesar de tamanho progresso, grande parte da população chapecoense sofre com a falta de acesso à serviços públicos de qualidade, principalmente nas áreas de saúde, educação, habitação e infraestrutura.

 

Esse problemas são antigos

        Grande parte desses problemas ocorrem há muito tempo. Não é de hoje que os cargos comissionados no executivo da cidade são carregados de interesses pessoais, que afetam diretamente o bem comum e a prestação eficiente dos serviços.

        Muitos representantes eleitos, do poder legislativo quanto no poder executivo, acham que é comum, parentes e amigos ocuparem cargos comissionados na prefeitura, apenas por essa relação próxima. Esquecem que isso traz um tamanho retrocesso para a cidade.

        Precisamos mudar. E para isso, estamos coletando assinaturas para encaminhar por meio de iniciativa popular, um Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município de Chapecó.
Esse Projeto, prevê três medidas importantes para o avanço do município nas bases democráticas.

       Sendo aprovado, ele irá melhorar a prestação dos serviços em nossa cidade, garantindo mais ética e transparência no setor público municipal.

As três medidas são:

  • Proibição de Vereadores Secretários;
  • Qualificação dos cargos comissionados e funções de confiança;
  • Proibição do nepotismo cruzado no município.

       Por meio delas estaremos combatendo e prevenindo a utilização do dinheiro público para benefícios pessoais de agentes políticos.

 

Qualificação dos cargos comissionados e de confiança, um dos problemas mais agravantes na nossa cidade

        Nesse Projeto de Lei Popular, prevemos que os cargos de confiança e comissionados deverão ocupar um percentual mínimo, priorizando sempre os cargos concursados. Isso evita o chamado "cabide" de emprego na prefeitura, bem como a troca de favor.

        Os cargos comissionados deverão restringir-se tão e somente para as atribuições de chefia, direção e assessoramento. E outro detalhe, para serem ocupados, a pessoa deverá apresentar as devidas qualificações.

        A cidade toda ganha com isso. É inadmissível uma pessoa ocupar um cargo na secretaria de meio ambiente não possuindo nenhum conhecimento técnico para isso. E o mesmo vale para a educação, saúde e demais áreas da prefeitura.

        O dinheiro arrecadado na cidade não pode ser gasto com funcionários despreparados para assumir determinado cargo. Esse dinheiro precisa ser revertido para o bem estar social, criando mais inclusão e distribuição de renda.

        Quantas vezes você foi até a prefeitura resolver um problema, e saiu frustrado com o péssimo atendimento?

        Quantas vezes você precisou realizar um simples serviço, e foi atendido por uma pessoa antipática, sem vontade de trabalhar e que não sabia sequer o que você estava precisando naquele momento?

        Essa é uma situação frustrante para os habitantes da nossa querida Chapecó. Por isso, a população não aceita mais tais nomeações. Elas pesam no bolso do contribuinte.


Chegou o momento de dar um basta nessa situação

        Chegou a hora de aprovarmos uma lei que proíba a nomeação de parentes e vereadores em cargos comissionados na prefeitura. Mas para isso precisamos de você!

 

Precisamos da ajuda de todos os cidadãos de Chapecó

        Existem muitos cargos comissionados e de confiança sendo ocupados por parentes de vereadores, e de servidores públicos municipais. Essas pessoas, em sua maioria, não possuem qualificação necessária para ocupar esses cargos.

        Isso gera um ônus relativamente grande para a população. Parte dos impostos arrecadados vão para o pagamento do salário desses funcionários, e sabe o que acontece? Uma má gestão dos recursos públicos. É desperdício do seu dinheiro.

        Precisamos dar um basta nessa situação. E para isso estamos colhendo cerca de 8 mil assinaturas. Todos os cidadãos de bem precisam se conscientizar da importância desse Projeto de Lei Popular nos ajudando a mudar essa situação.

        Essa é uma vitória para todos os cidadãos e cidadãs de Chapecó, que assim como eu e você estão cansados do descaso e da falta de responsabilidade com o dinheiro público.
Podemos nos tornar um exemplo moral e ético para o Brasil.

        Nossa voz tem que ser ouvida. Somente nós somos capazes de dar um basta nessa situação. Vamos juntos construir uma cidade mais humana e justa para todos e todas.

Acesse bit.ly/temosquemudar e saiba mais!

 

 

Cleiton Fossá, advogado, professor universitário e vereador por Chapecó.

Veja também

Prefeito Caramori não respeita poder legislativo10/11/15 Chapecó - Neste ano apresentei um projeto de lei que cria o Dia do Torcedor da Chapecoense. O legal desse projeto é que foi feita uma consulta pública, ou seja, foram os torcedores que escolheram a data, 16 de novembro, dia do acesso do clube para a Série A. Depois disso, o projeto foi aprovado pela Câmara e seguiu para sanção do prefeito José Caramori. Ocorre que o prefeito Caramori, demostrando arrogância e......
As ruas e estradas de Chapecó pedem atenção23/03/19        Chapecó cresce a passos largos, se comparado a outras cidades brasileiras. Enquanto pólo Agroindustrial, necessita, de suas vias em boas condições para poder escoar a sua......
Cleiton Fossá lança blog opinativo01/03/18 Chapecó – Sempre buscando inovação e formas de se comunicar com a população, o vereador Cleiton Fossá lança mais uma novidade: o Blog do Fossá. O espaço é reservado para a......

Voltar para NOTÍCIAS