Postado em 07 de Março de 2014 às 18h21

CPI do Asfalto: Fossá tem requerimentos rejeitados

Vereador (224)Requerimento (10)CPI Do Asfalto (5)Cleiton Fossá (314)Chapecó (304)
Chapecó - Os vereadores membros da CPI do Asfalto, Itamar Agnoletto, presidente; Arestide Fidélis, vice-presidente; e Cleiton Fossá, membro; se reuniram nesta sexta-feira (7) para a 12ª reunião da Comissão. Fossá apresentou quatro requerimentos verbais, argumentando que as informações solicitadas não foram apresentadas pela prefeitura de Chapecó e/ou pela empresa Planaterra, mas Agnoletto e Fidélis votaram contrários às solicitações, alegando que não haveria tempo para a produção do relatório. O prazo para entrega é 22 de março. 'Haveria sim tempo hábil, pois a verdade dos fatos é o objetivo da CPI', disse Fossá. Fossá ainda trouxe a informação de que o prefeito de Chapecó, José Caramori, assinou em 26 de abril de 2013, a paralisação de todas as obras de pavimentação de asfalto, que durou quatro meses. Agora, com o término do contrato 009/2010, em 18 de janeiro de 2014, a procuradoria jurídica da prefeitura solicitou a prorrogação do contrato por mais quatro meses. 'Isso comprova que o prefeito Caramori faltou com a verdade quando disse que a CPI impediu a realização da pavimentação asfáltica em Chapecó, já que a CPI foi instaurada em outubro. A paralisação das obras foi uma decisão única e exclusiva do poder executivo', explicou o vereador membro. Constatação Após a instauração da CPI, em 21 de outubro de 2013, os vereadores de oposição receberam inúmeras manifestações de populares sobre promessas de asfalto realizados pela prefeitura, vereadores e candidatos a vereador, principalmente no período pré-eleitoral, mas que até agora a pavimentação ainda não foi realizada. Com base nisso, os vereadores de oposição conseguiram catalogar 93 ruas, em 19 bairros de Chapecó, onde moradores assinaram os contratos com a Planaterra e havia adesão de mais de 80%, porém os cidadãos ainda esperam a administração municipal expedir as ordens de serviço. 'Queremos saber os motivos disso', questionou Fossá. O caso No dia 20 de agosto de 2013, em pronunciamento na tribuna da Câmara de Vereadores, quando era discutido requerimento que tratava sobre a pavimentação asfáltica em Chapecó, o vereador Delvino Dall Rosa, que faz parte da base governista, afirmou que 'faltam 63 quadras que não foram feitos asfalto'e que a prefeitura de Chapecó deu a ordem de serviço antes das eleições, 'porque nós tínhamos medo que não votassem em nós e que depois não fizeram o asfalto'. Após a abertura da CPI, Dall Rosa alegou em sua defesa que foi provocado e que respondeu em tom de brincadeira. Em seu depoimento à CPI, alegou que 90% do que disse era brincadeira.

Veja também

Fossá protocola representações no MP26/10/15 Chapecó - O vereador chapecoense Cleiton Fossá protocolou na tarde desta segunda-feira (26) duas representações junto ao Ministério Público (MP) da Comarca de Chapecó. Os documentos foram entregues na 10ª Promotoria, Área do Controle de Constitucionalidade e Defesa da Moralidade Administrativa, e na 13ª Promotoria, Área da Cidadania e da Família. Conforme Fossá, as representações ao Ministério Público são......
Fossá faz visitas à comunidade10/04/15 Chapecó - Mesmo licenciado sem remuneração do cargo, o vereador Cleiton Fossá continua realizando reuniões nas comunidades de Chapecó. Na última semana, Fossá esteve na última semana nos bairros Efapi, Santo Antônio, Eldorado, Bom Pastor, no distrito de......

Voltar para NOTÍCIAS