Postado em 01 de Outubro de 2018 às 13h50

Por que votar em Cleiton Fossá?

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – Falta menos de uma semana para as eleições. O tempo para os eleitores escolherem os seus representantes é curto. Logo, é necessário aproveitar este tempo e...

Chapecó – Falta menos de uma semana para as eleições. O tempo para os eleitores escolherem os seus representantes é curto. Logo, é necessário aproveitar este tempo e analisar o histórico e o trabalho dos candidatos para que o voto seja consciente. Sendo assim, o mandato colocou os principais motivos para votar em Cleiton Fossá. Conheça a trajetória!

Fossá é advogado e professor universitário. Em seu segundo mandato enquanto vereador de Chapecó, Fossá trabalhou em defesa do direito das pessoas. Entre 2017 e 2018, apresentou mais de 40 projetos de lei, 143 pedidos de informações (requerimentos), 32 posicionamentos público (moções), 303 solicitações de melhorias (indicações), três audiências públicas e quatro reuniões de trabalho.

Em seus projetos, Fossá luta pelo combate a corrupção e por transparência na gestão pública, ainda demonstrou que é possível ser participativo e exercer a cidadania a partir da criação de projetos, sugestões de ideias e fiscalizações, sem necessariamente trabalhar em um dos poderes, um exemplo disto é o projeto de iniciativa popular, “Basta! Temos Que Mudar”, que Fossá criou enquanto vereador licenciado. Conheça as três medidas do projeto:

*Proibir o nepotismo cruzado: o nepotismo, a nomeação de parentes em cargos públicos, é proibido. Entretanto, como forma de burlar a lei, o nepotismo cruzado é praticado. Assim sendo, prefeito e vereadores fazem uma troca de favor. Os vereadores indicam parentes para trabalhar no poder executivo e o prefeito indica parentes para trabalhar no legislativo.

*Proibir pessoas não qualificadas de exercerem cargos comissionados: é comum que representantes de poderes públicos escolham pessoas de sua confiança para assumir os cargos comissionados. Porém, é necessário qualificação técnica para o cargo de assessor, diretor ou chefe. Assim como nos concursos públicos, é essencial a aplicação de provas, pois assim todos concorrem com igualdade.

*Proibir vereadores de exercer funções no poder executivo: os vereadores têm como suas principais funções a criação de projetos de lei e fiscalização. Logo, é importante frisar que as funções do poder legislativo e do poder executivo são diferentes, e quando vereadores assumem cargos de secretaria, desconsideram a confiança que os cidadãos depositaram para que pudessem exercer o que foi proposto.

“Essas medidas considero primordiais para combater a corrupção, já que muitos ganham o seu salário sem sequer assumir as funções dos cargos que ocupam. Além do projeto ‘Basta! Temos Que Mudar’, luto por transparência em outras áreas que envolvem gestão pública, como na saúde, por exemplo. A fiscalização é essencial para tornarmos os serviços públicos mais qualificados, não tenho problema em criar alternativas e denunciar, não tolero corrupção, enquanto deputado estadual, não vai ser diferente!”, ressalta Fossá.

Além de ser ficha limpa e lutar por transparência, Fossá, utilizou os meios tecnológicos para ficar próximo aos cidadãos, criou o “Gabinete Virtual”, um espaço online que permite que os cidadãos realizem suas denúncias e sugestões, a fim de fortalecer as fiscalizações, cobrar respostas do poder executivo e contribuir na garantia dos direitos das pessoas. Ainda os cidadãos têm acesso aos modelos de documentos para pedido de informações, como solicitação de medicamentos municipais e estaduais, de vagas nas escolas, de consultas, exames e cirurgias, entre outros modelos.

“O Gabinete Virtual é uma ferramenta que permite ficar ainda mais próximo da população e as sugestões que recebo, denúncias, contribui muito para que eu possa trabalhar em defesa dos direitos das pessoas. Acredito que é assim que devo exercer minhas funções como deputado estadual, ficando próximo dos cidadãos e fiscalizando, por isso assumo compromissos e não faço promessas!”, conclui Fossá.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Não vou abandonar Chapecó e o Oeste

Veja também

Licitações na Justiça se tornaram rotina em Chapecó25/09/17 Chapecó - O recente caso da decisão liminar que decretou a indisponibilidade de bens do prefeito Luciano Buligon e mais três pessoas é somente mais exemplo de licitações em Chapecó que foram parar nos tribunais, todas por indícios de direcionamento. O vereador Cleiton Fossá subiu à tribuna da Câmara e lembrou diversos casos ocorridos nos últimos anos, desde 2013, quando ele assumiu como vereador. Ainda em 2013,......

Voltar para NOTÍCIAS