Postado em 17 de Setembro de 2018 às 16h00

Seu voto tem preço? Ou tem valor?

Falta pouco! Sete de outubro os eleitores poderão escolher os seus representantes políticos. É importante ressaltar que de acordo com a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, o voto, além de um dever, é um direito. Entretanto, Cleiton Fossá, candidato a deputado estadual, percebe que muitos eleitores desacreditam das mudanças e parcialmente usam do cenário corrupto para praticar e justificar a corrupção por meio da compra e venda do voto.

"Neste período de campanha eleitoral, tenho recebido muitos pedidos. Posso listar alguns, como vale gasolina, cesta de alimentos, churrasco, pagar contas de luz e água, dinheiro para viagens e até para pagar cursos, são inúmeros pedidos para ter algum benefício pessoal em cima do voto. E tenho ressaltado para estes eleitores, que minha política não funciona desta forma", ressalta Cleiton Fossá.

Enquanto vereador de Chapecó, Fossá já mostrou a sua forma de atuação, recebeu inúmeras denúncias e fiscalizou, principalmente nas áreas da educação e saúde, os órgãos municipais, com a finalidade de defender o direito das pessoas. Ainda, criou projetos para tornar a gestão mais eficiente e combater a corrupção.

"Como recebemos muitas demandas, criei o Gabinete Virtual para facilitar a comunicação com a população chapecoense, desta forma começaram a denunciar, sugerir e colocar as suas dificuldades para que eu possa trabalhar em defesa dos direitos das pessoas. Investi na tecnologia e tenho um retorno positivo, fico ainda mais próximo da população e distante da corrupção. Como deputado estadual irei atuar da mesma forma!", diz.

O mandato realizou uma enquete online, 60 pessoas responderam, destes 28,07% homens e 77,93% mulheres, 98,31% maiores de 18 e 1,69% maiores de 16 anos e menores de 18. Mais do que as respostas, as questões fazem refletir sobre princípios éticos e morais. Analise as perguntas e respostas respectivamente:

1. Já vendeu ou trocou o seu voto?
1,69 % - Sim
98,31 % - Não

2. Conhece alguém que vendeu ou trocou o voto?
81,67% - Sim
18,33% - Não

3. Já votou em branco ou anulou o voto?
25,42% - Sim
74,58% - Não

"Pra mim, o voto não tem preço, mas sim consequências. O voto será reflexo dos nossos próximos quatro anos. O valor do voto está relacionado aos princípios éticos e morais de cada um. É possível mudar a política, não quero que os eleitores percam a esperança. Para isso as pessoas precisam participar da política, renovar os quadros partidários. Somente desta forma vamos mudar, participando e combatendo as pessoas que utilizam a política para fazer negociatas e ter benefícios pessoais. Percebo muitas manifestações de indignação, principalmente nas redes sociais, mas o eleitor precisa transformar esta indignação em ações, analisar os candidatos e votar consciente. Para mim, a única ferramenta capaz de mudar a política é você! Conto com seu apoio para fazer isto acontecer?" conclui Fossá.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Cleiton Fossá Falta pouco! Sete de outubro os eleitores poderão escolher os seus representantes políticos. É importante ressaltar que de acordo com a Constituição da República Federativa do Brasil de...

Veja também

Segundo caso de coronavírus é confirmado em chapecó21/03/20 O município confirmou na manhã deste sábado (21), durante coletiva de imprensa, por meio do prefeito municipal, o segundo caso positivo para COVID-19. Segundo as informações, um homem e uma mulher estariam infectados. Lembrando que o primeiro caso foi confirmado na noite da sexta-feira (20), pelo governador Carlos Moisés, também em coletiva de......

Voltar para NOTÍCIAS