Postado em 15 de Maio de 2018 às 17h15

953 mil catarinenses estão imunizados contra a gripe

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – Em Santa Catarina, a campanha de vacinação teve início 23 de abril e, de acordo com a estimativa da população do Instituto Brasileiro de Geografia e...

Chapecó – Em Santa Catarina, a campanha de vacinação teve início 23 de abril e, de acordo com a estimativa da população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos 7.001.161 catarinenses, até o momento cerca de 13,5% pessoas se vacinaram. De acordo com Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), 953.611 catarinenses se preveniram.

A campanha tem como meta vacinar 90% dos grupos prioritários. Segundo a DIVE, os idosos são os primeiros entre os grupos que têm preferência, ou seja, 68,74% dos idosos já foram imunizados. Também já se vacinaram 60% das mães que deram à luz há menos de 45 dias. Entretanto, as crianças e as gestantes estão entre os grupos que menos buscaram as vacinas.

Apenas 37,4% das crianças e 34% das gestantes já foram imunizados. De acordo com o órgão, febre alta ou que tem duração há mais de três dias, dor muscular, dor de cabeça e tosse estão entre os sintomas comuns da gripe. Em Santa Catarina, 52 pessoas foram contagiadas pelo vírus da gripe e quatro foram a óbito. Os dados ressaltam a importância da vacinação, já que a influenza deixa a população vulnerável aos riscos.

Para tal, crianças, gestantes, mães que deram à luz a menos ou igual a 45 dias, idosos, indígenas, presidiários, pessoas com doenças crônicas e profissionais da saúde, professores e funcionários do sistema prisional são os grupos que têm preferência para a vacinação. Os catarinenses que estão entre os grupos prioritários devem se vacinar até 1º de junho.

Além da imunização, segundo o DIVE é importante higienizar as mãos antes e até mesmo quando já estiver contagiado pelo vírus, proteger o rosto após tossir ou espirrar, manter os ambientes bem ventilados e evitar tocar os olhos, nariz e boca. As pessoas que apresentarem os sintomas deverão procurar os serviços de saúde, consumir alimentos saudáveis e beber água e outros líquidos que contribuem para o fim da doença.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Fossá avalia dois primeiros anos de mandato22/12/14 Chapecó - Encerrando o segundo ano de mandato como vereador em Chapecó, Cleiton Fossá promoveu debate em áreas que impactam diretamente na vida dos cidadãos chapecoenses, buscando resolver problemas cotidianos. Dentro das prerrogativas de vereador, temas como saúde, educação, segurança pública, inovação tecnológica, ética e transparência pública foram áreas de forte atuação nesta primeira metade de legislatura e......
Cleiton Fossá vota contra o PPA03/10/17 Chapecó - O Plano Plurianual (PPA) de Chapecó para os próximos quatro anos (2018-2021) foi votado e aprovado pela Câmara de Vereadores nesta segunda e terça-feira. O PPA estabelece ações, princípios e diretrizes do Poder Executivo. O vereador Cleiton Fossá......

Voltar para NOTÍCIAS