Postado em 15 de Maio de 2018 às 17h15

953 mil catarinenses estão imunizados contra a gripe

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – Em Santa Catarina, a campanha de vacinação teve início 23 de abril e, de acordo com a estimativa da população do Instituto Brasileiro de Geografia e...

Chapecó – Em Santa Catarina, a campanha de vacinação teve início 23 de abril e, de acordo com a estimativa da população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos 7.001.161 catarinenses, até o momento cerca de 13,5% pessoas se vacinaram. De acordo com Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), 953.611 catarinenses se preveniram.

A campanha tem como meta vacinar 90% dos grupos prioritários. Segundo a DIVE, os idosos são os primeiros entre os grupos que têm preferência, ou seja, 68,74% dos idosos já foram imunizados. Também já se vacinaram 60% das mães que deram à luz há menos de 45 dias. Entretanto, as crianças e as gestantes estão entre os grupos que menos buscaram as vacinas.

Apenas 37,4% das crianças e 34% das gestantes já foram imunizados. De acordo com o órgão, febre alta ou que tem duração há mais de três dias, dor muscular, dor de cabeça e tosse estão entre os sintomas comuns da gripe. Em Santa Catarina, 52 pessoas foram contagiadas pelo vírus da gripe e quatro foram a óbito. Os dados ressaltam a importância da vacinação, já que a influenza deixa a população vulnerável aos riscos.

Para tal, crianças, gestantes, mães que deram à luz a menos ou igual a 45 dias, idosos, indígenas, presidiários, pessoas com doenças crônicas e profissionais da saúde, professores e funcionários do sistema prisional são os grupos que têm preferência para a vacinação. Os catarinenses que estão entre os grupos prioritários devem se vacinar até 1º de junho.

Além da imunização, segundo o DIVE é importante higienizar as mãos antes e até mesmo quando já estiver contagiado pelo vírus, proteger o rosto após tossir ou espirrar, manter os ambientes bem ventilados e evitar tocar os olhos, nariz e boca. As pessoas que apresentarem os sintomas deverão procurar os serviços de saúde, consumir alimentos saudáveis e beber água e outros líquidos que contribuem para o fim da doença.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Vagas em escolas geram reclamações26/11/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá recebeu nos últimos dias diversas queixas a respeito das rematrículas nos Centros de Educação Infantil Municipal (CEIMs) e nas Escolas Básicas Municipais (EBMs) de Chapecó. As informações dos pais é de que muitos estudantes da rede municipal de ensino público não conseguiram rematrícula na mesma escola ou creche ou no mesmo turno que frequentavam. Fossá explica que as rematrículas......
Fossá articula reabertura da Delegacia da Efapi10/02/17 Chapecó - Com uma população superior a 200 mil habitantes, Chapecó conta apenas com duas Delegacias de Polícia. Havia uma terceira, fechada em 2014 por falta de efetivo. O aumento da criminalidade no município, entretanto, fez com que o vereador Cleiton Fossá......
Pedido de informação sobre retorno de comissionados é negado01/09/15 Chapecó - O requerimento 296/15, apresentado pelo vereador Cleiton Fossá, foi rejeitado pela bancada governista na sessão de terça-feira (1ª) da Câmara de Vereadores de Chapecó. O documento solicitava informações a respeito das exonerações dos cargos......

Voltar para NOTÍCIAS