Postado em 19 de Abril de 2018 às 17h49

Agressor é preso por violar medidas protetivas de defesa da mulher

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – O Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) ajuizou, quinta-feira (12), a primeira denúncia criminal por descumprimento das medidas que têm como objetivo proteger a...

Chapecó – O Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) ajuizou, quinta-feira (12), a primeira denúncia criminal por descumprimento das medidas que têm como objetivo proteger a mulher em casos de violência doméstica. A denúncia permitiu que o agressor fosse preso em flagrante, resultado das mudanças da Lei Maria da Penha. O art. 24-A da lei nº 13641/2018 aplica pena de três meses a dois anos de detenção para quem descumprir a medida protetiva urgente.

A violência contra a mulher é realidade no país. De acordo com o anuário divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), no Brasil uma mulher é assassinada a cada duas horas, um estupro é registrado a cada 11 minutos e 503 mulheres são vítimas de agressão a cada uma hora.

Em Chapecó, conforme os dados do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), no ano de 2017 foram registrados 1.124 crimes relacionados a Violência Doméstica. Já em 2018, a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), registrou em média 75 boletins de ocorrência por mês relacionado a violência.

Formas de violência:

Física: ocorre sempre que o corpo sofre agressões.

Psicológica: humilhação, manipulação e ameaça são algumas agressões que já devem ser denunciadas.

Sexual: o contato físico e verbal é considerado violência sexual quando a pessoa é induzida a essas ações, caso não deseje.

Patrimonial: destruir documentos, objetos pessoais ou de trabalho de um indivíduo, definem a violência patrimonial.

Moral: a violência moral contra a mulher ocorre sempre que a sua reputação é difamada ou quando ela sofre calúnia.

 

As mulheres que sofrem violência poderão registrar o boletim de ocorrência na Dpcami ou ligar para o 180 para efetuar a denúncia. Ela será instruída para proceder a partir da violência que sofreu. Logo, todas as entidades responsáveis do município precisam dispor as medidas protetivas para a segurança das mulheres.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Preocupado com a aglomeração nos postos de Saúde, Fossá questiona a Prefeitura de Chapecó sobre as medidas preventivas adotadas02/06/20 Relatos fortes chegaram até Cleiton Fossá sobre a aglomeração de pessoas na Unidade de Saúde, CSF Alta Floresta, na região do bairro Efapi. Segundo os moradores, uma quantidade expressiva de pacientes alguns inclusive idosos, integrantes do grupo de risco, passaram a manhã desta segunda-feira,1, aglomerados na Unidade de Saúde aguardando pelos testes de......
Fossá reassume na Câmara de Chapecó04/05/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá reassumiu nesta segunda-feira (4) sua cadeira na Câmara de Chapecó, após dois meses de licença não remunerada, quando o suplente Honorino Bosco esteve como vereador. Fossá aproveitou o período licenciado para realizar......

Voltar para NOTÍCIAS