Postado em 20 de Março de 2019 às 18h42

Chapecoenses buscam estilo de vida saudável mas a cidade não acompanha

          Quando pensamos em uma transição de hábitos de vida, de um estilo mais sedentário, para hábitos mais saudáveis e ativos, passamos a nos deparar com as estruturas e os sistemas que estabelecem políticas públicas, determinantes para disponibilização de serviços e oportunidades para o exercício de hábitos mais saudáveis.

          Chapecó é a maior cidade do Oeste catarinense, possui uma população estimada de 216.654 mil pessoas de acordo com dados do IBGE. Nos últimos anos, a população vêm tentando aderir de forma mais significativa a novos hábitos de vida saudáveis, como a caminhada, corrida e a bicicleta.

          Em Chapecó, aqueles que buscam mudar para práticas mais saudáveis e sustentáveis como o ciclismo e caminhada, seja para locomoção ou para a prática de exercícios físicos, se deparam com alguns obstáculos, já que não há muitos lugares adequados para a prática.

          As calçadas, na maioria estão fora dos padrões ideais, cobertas por mato ou quebradas e aqueles que se aventuram a utilizar a bicicleta precisam dividir espaço com veículos, correndo riscos maiores de acidentes.
 
          Em 2010, a Comissão para os Determinantes Sociais da Saúde, da Organização Mundial da Saúde - OMS, produziu o relatório "Redução das desigualdades no período de uma geração" no qual destacou que:

  • Tradicionalmente, a sociedade tem procurado o setor da saúde para lidar com as suas preocupações relativas à saúde e doença. Por certo, a má distribuição dos cuidados de saúde , não prestando cuidados aos mais necessitados, é um dos determinantes sociais da saúde.
  • Contudo, o fardo da doença, responsável pela perda prematura de vida, advém em grande parte das condições em que as pessoas nascem, crescem, vivem, trabalham e envelhecem.
  • Por seu lado, condições de vida deficitárias e desiguais, são consequência de políticas sociais e programas de baixa qualidade, estruturas econômicas injustas e má política.


          Nesse sentido, a Organização Mundial da Saúde reconhece que a qualidade do ambiente em que as pessoas vivem, influencia diretamente nas suas condições de saúde.
Nesse sentido a importância de uma cidade que acompanhe as necessidades dos cidadãos, que ofereça qualidade de vida.

          Não se trata apenas de medicar e tratar os doentes, mas ofertar condições e estimular hábitos de vida saudáveis para que as pessoas não adoeçam ou então diminuam significativamente os índices de adoecimento.


CICLOVIA

          Há muito tempo que Chapecó aguarda a construção de uma ciclovia. Desde o ano de 2016 há a promessa pelo poder público municipal, de construção da primeira ciclovia em Chapecó (Implementação de ciclovias). Estamos em 2019 e nada saiu do papel.
               
          O chapecoense Fernando Tiepo, praticante de ciclismo, destaca entre os pontos positivos do ciclismo, a realização de exercício físico saudável, ajudar ao meio ambiente por ser um transporte não poluente, baixo custo de manutenção, conhecer novas pessoas, poder desfrutar da natureza em pedais ecológicos.

          Por outro lado, ressalta que encontra dificuldades relacionadas a Falta de respeito dos motoristas de automóveis; Falta de ciclovias e sinalização nas vias, falta de incentivo órgãos públicos para facilitar e incentivar transportes não motorizados.

          No ano de 2019 o Vereador Cleiton Fossá apresentou, dentre outros, dois Projetos de Lei que visam estimular o uso da Bicicleta, os Projetos de Lei ainda tramitam nas comissões, mas se aprovados o Projeto de Lei Ordinária nº 8/2019 Cria o Programa Vou de Bicicleta e institui o Selo Empresa Amiga do Ciclista no âmbito do Município de Chapecó e, o Projeto de Lei Ordinária nº 21/2019 pretende instituir a Semana Municipal do Ciclismo no âmbito do Município de Chapecó.

         "As iniciativas visam incentivar a população a realizarem a prática do ciclismo, adotando hábitos de vida mais saudáveis, além de estimular a construção de um contexto de mobilidade urbana em que meios de transporte mais sustentáveis como a bicicleta, passem a ser utilizados e disseminados entre os munícipes, afirma Cleiton Fossá."


ESPAÇOS PÚBLICOS DE LAZER E PRÁTICA DE ESPORTES

         Além das atividades físicas o lazer é um importante aliado para o desenvolvimento de uma vida saudável.

          Quando se trata de espaços públicos para prática de lazer e esportes, Chapecó conta hoje com poucos lugares, existem seis áreas que podem ser acessadas pela população:

  • Ecoparque: Em meio à área verde com árvores nativas, possui um lago, pista para caminhadas, praças, playground e aparelhos para exercícios físicos. Fica aberto diariamente, das 6h às 21h e está localizado na Av. Getúlio Vargas, s/n, Centro. 

  • Parque das Palmeiras: Possui pista para caminhadas, quiosques, churrasqueiras e playground, a área é coberta de palmeiras nativas e fica localizada na Rua João Araldi, 20 D, Parque das Palmeiras.

  • Parque Angelo Sartori (Parque Palmital): Dispõe de quadra de esportes, churrasqueiras e mesas, playground e área verde. Fica aberto diariamente, das 7h às 20h e localiza-se na Rua Olinda, s/n, Palmital, a 4 km do Centro da cidade.
  • Complexo Esportivo Verdão: Possui campo esportivo, pista de atletismo, pista de caminhada e o "Vercão" que é um espaço destinado à recreação de animais de estimação e seus tutores, ginásio coberto. Fica localizado na Av. São Pedro, n. 387 , bairro Engenho Braun. 
  • Parque Alberto Fin: Área verde com churrasqueiras, mesas bancos e pracinha. Está localizado na Victório Bê Filho, bairro Paraíso, Chapecó - SC.

  • Parque Claudio Machado (Florestal Efapi): área Verde com parquinho e academia ao ar livre. Localizado na Rua Santo Expedito - Efapi, Chapecó - SC.


          Nosso gabinete recebe diariamente várias reclamações a respeito dos últimos dois parques mencionados, o Parque Alberto Fin e o Parque Claudio Machado. As demandas estão relacionadas em sua maioria à falta de manutenção dos Parques, má conservação do patrimônio e iluminação pública além da insegurança nos locais.

          Moradores de bairros distantes da região central da cidade acabam tendo acesso limitado aos benefícios que tais áreas oferecem. Por isso é importante que o acesso ao lazer esteja presente em todos os bairros de Chapecó, e não indiretamente restrito à algumas áreas.

          Esse é o caso do bairro São Pedro, por exemplo, que ainda aguarda o cumprimento de uma das promessas de campanha da atual gestão municipal, a construção da Praça da Família no bairro.

          O atual prefeito Buligon, afirmou neste ano de 2019 que até então estava planejando suas ações e, a partir de agora, vai executar os seus projetos. "Vamos fazer a praça da família São Pedro, que vai resolver o problema dos alagamentos e vai ajudar muito naquela região", afirmou à imprensa local.

         Nosso mandato convida você cidadão chapecoense a acompanhar as ações dos agentes políticos de nossa cidade, fiscalizem, opinem, exerçam a cidadania que lhes é de direito!

         "Nesse sentido ainda os convidamos a acompanhar a tramitação dos Projetos de lei e Proposições deste Vereador em nossas redes sociais e no Próprio site da Câmara de Vereadores de Chapecó," conclui Fossá.

   

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá

Veja também

Mauro Mariani será oficializado candidato a governador03/08/18 Depois de mobilizar mais de 5 mil pessoas em quatro encontros macrorregionais, o MDB de Santa Catarina caminha para sua convenção com uma unidade histórica. Pré-candidato ao Governo do Estado, o deputado Mauro Mariani, cujo nome será homologado neste sábado, dia 4, destacou que o MDB catarinense nunca esteve tão focado em dar uma nova guinada na gestão......

Voltar para NOTÍCIAS