Postado em 24 de Julho de 2018 às 15h11

Cleiton Fossá cobra avanços no Transporte Coletivo

Cleiton Fossá Chapecó – Após ser apresentado em Audiência Pública, realizada na manhã desta segunda-feira, dia 23, o novo edital do Transporte Público Coletivo de Chapecó está prestes...

Chapecó – Após ser apresentado em Audiência Pública, realizada na manhã desta segunda-feira, dia 23, o novo edital do Transporte Público Coletivo de Chapecó está prestes a ser lançado. A notícia é uma esperança para 70 mil chapecoenses, que utilizam diariamente o sistema, e há anos sofrem com a precariedade do serviço. O vereador Cleiton Fossá acompanha de perto a situação e segue atento aos últimos passos do processo. Ele participou da Audiência Pública e fez uma série de sugestões.

Para Cleiton Fossá, o edital não traz nenhuma novidade no que diz respeito a subsídio para os usuários, ou seja, uma forma de custeio que ofereça aos cidadãos um desconto no valor da tarifa, sem impactar na empresa concessionária. Assim como em outras ocasiões, o vereador voltou a defender a criação de um Fundo Municipal, que seria formado com parte dos valores arrecadados em outras concessões como, por exemplo, do estacionamento rotativo e de multas de trânsito.

Cleiton Fossá lembra que o Plano de Mobilidade Urbana prevê o aumento anual de 2% no número de usuários do transporte coletivo, mas que o poder público precisa adotar medidas que incentivem o cidadão a deixar o automóvel em casa. “Baixar o valor da tarifa, através da concessão de subsídio, e construir abrigos de passageiros, com certeza faria muito mais pessoas utilizarem os coletivos. Além disso, é preciso pensar em alternativas, principalmente ciclovias e/ou ciclofaixas”, diz ele.

Passe livre

Outro avanço que Cleiton Fossá considera fundamental é o passe estudantil ilimitado. Hoje há um limite diário, o que dificulta que estudantes e acadêmicos possam se deslocar para estudar e pesquisar fora do horário de aula. “A pessoa é estudante também fora da escola ou universidade”, argumenta. Atualmente, os valores das tarifas são R$ 3,25 no embarque, R$ 2,98 na compra antecipada e R$ 1,10 para estudantes, com gratuidade para pessoas com deficiência e para idosos.

Preocupação

A maior preocupação de Cleiton Fossá com o novo edital é que, em um primeiro momento, não haverá mudanças significativas nas operações do transporte coletivo. A empresa vencedora assumirá as 23 linhas existentes e o destino inicial e final seguirá no atual Terminal Urbano de Passageiros. Somente na segunda etapa, estão previsto a ampliação de linhas, a entrada em operação de outros dois terminais, além do Sistema Binário, com faixas exclusivas e preferenciais para os ônibus.

Mobilidade

Conforme o vereador, em um primeiro momento as pessoas não devem sentir muitas diferenças na prestação do serviço. Quanto às mudanças, é necessário que a prefeitura invista na construção dos dois novos terminais – um na avenida São Pedro, esquina com a avenida Porto Alegre; e o outro no bairro Efapi – e que atenda as especificações que constam no Plano de Mobilidade. “Infelizmente, a prefeitura está quebrada e só conseguirá tirar o Plano do papel se conseguir financiamentos”, fala.

Reclamações

O mandato tem recebido reclamações constantes da população a respeito da situação do transporte coletivo de Chapecó, principalmente sobre as más condições de conservação de alguns ônibus, falta de abrigos de passageiros, e a falta de linhas e horários, principalmente de noite e madrugada. Como hoje não há contrato em vigor, fica difícil exigir melhorias das empresas concessionárias, mas Cleiton Fossá segue denunciado e cobrando. Veja o vídeo abaixo produzido pelo vereador.

 

Bruno Pace Dori, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Você Vereador: Problemas do Transporte Coletivo

Veja também

Fossá busca o MP para garantir reposição salarial14/01/16 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá protocolou, na tarde de quinta-feira, 14, representação junto ao Ministério Público (MP) contra o que entende ser uma omissão ilícita e inconstitucional promovida pela prefeitura de Chapecó. O motivo é o descumprimento da Lei que determina a reposição salarial dos servidores públicos no mês de janeiro, bem como, a não apresentação do projeto de revisão geral anual. Fossá lembra......
Lei Aldir Blanc é regulamentada em Chapecó04/09/20          Está aberto o chamamento público para a Lei Aldir Blanc (14.017/2020) que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural durante o período de pandemia. Os recursos para......

Voltar para NOTÍCIAS