Postado em 19 de Outubro de 2015 às 15h30

Cleiton Fossá usa Tribuna Livre da Câmara

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Vereador (224)
Chapecó - Em sua fala na Tribuna Livre na Câmara de Vereadores de Chapecó, no fim da tarde de segunda-feira (19), o vereador Cleiton Fossá abordou três importantes assuntos. O primeiro foi que a prefeitura de Chapecó gastou com publicidade e propaganda, entre janeiro de 2014 e junho de 2015, R$ 5.185.177,20. Esse valor corresponde a pouco mais de R$ 288 mil por mês ou R$ 9,5 mil por dia, em um período de 18 meses. Os dados foram obtidos através do Portal da Transparência.'Esse dinheiro poderia ser aplicado para os exames e consultas ou nas obras atrasadas', ressaltou Fossá, que estuda medidas para evitar gastos excessivos com publicidade. O segundo ponto foi a notícia de que o programa Efapi 100% será retomado em 2016, ano eleitoral, com objetivo de asfaltar 30 trechos de ruas. Fossá lembrou que processo parecido foi utilizado na eleição de 2012, quando foi prometido asfalto em vários bairros de Chapecó, sendo que muitos moradores esperam até hoje a promessa ser honrada. Por fim, o vereador elogiou a Expoeste, evento que movimentou Chapecó, mas voltou a lamentar o cancelamento da Efapi 2015, que poderia ter fomentado a economia regional. 'A administração municipal não teve competência para realizar, talvez ainda devido a última Efapi estar sendo discutida na justiça', alfinetou.

Veja também

Fossá faz palestra em escola09/09/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá realizou, na tarde desta segunda-feira (8), palestra para os alunos da 3ª série do segundo grau da EEB Nelson Horostecki, a convite de professor do colégio. Advogado e professor do curso de Direto da Unochapecó, Fossá falou sobre as carreiras profissionais que o curso de Direito oportuniza. Segundo o vereador, essa é uma ótima oportunidade de estar em contato com os estudantes,......
Caso Pelicioli: Vereadores solicitam parecer jurídico23/04/14 Chapecó - Os vereadores de oposição na Câmara de Chapecó - Cleiton Fossá, Marcilei Vignatti, Nacir Marchesini e Cleber Ceccon - encaminharam ofício ao procurador jurídico da Casa, Luiz Junior Peruzzolo, solicitando parecer se houve ou não quebra de decoro......

Voltar para NOTÍCIAS