Postado em 12 de Março de 2019 às 17h56

Descarte irregular de lixo: conscientização e cuidado dobrado!

 

            Em Chapecó, cerca de 350 famílias garantem a sua renda por meio da coleta de materiais recicláveis, no total o município conta com 14 associações que desenvolvem este trabalho. De acordo com a Prefeitura Municipal de Chapecó, diariamente são produzidos 17 toneladas de lixo reciclável e 144 toneladas de lixo orgânico.

No entanto, ainda é necessário considerar os resíduos descartados de forma irregular em terrenos baldios de propriedade privada, ou pior ainda: descarte de materiais em vias públicas.
 
            Por meio das redes sociais e do Gabinete Virtual, o mandato do Vereador Cleiton Fossá recebe denúncias que abordam diversas problemáticas relacionadas a coleta de lixo e a conscientização.
 
Entre elas, a moradora do bairro São Pedro, Kassyane Fontana, relatou que em frente a sua casa há acúmulo de entulho e, como se não bastasse, a vizinhança enfrenta PROBLEMAS com o MATO ALTO, neste caso é causa até mesmo de acidentes. “Temos uma sanga aqui, mas com o mato não é possível identificar, daí pessoas e veículos acabam caindo dentro”, disse.
 
            Para tentar solucionar o caso da comunidade do São Pedro, o vereador Cleiton Fossá, por meio de indicação, apontou as NECESSIDADES de criar medidas que resolvam os casos deTodavia, este não é o único caso e nem sempre a indicação resolve efetivamente o problema. “A primeira tentativa foi em janeiro, mas ainda o descarte está sendo feito de forma inadequada. Outro problema é que o lixo, além da sujeira, está gerando alagamentos”, frisa Kassyane.

 

Alguns cidadãos despertaram dúvidas em relação aos materiais que os Ecopontos do município recebem, são eles: 
  • Eletroeletrônicos;
  • Móveis desmontados;
  • Galhos;
  • Vidros e
  • Peças automotivas.
Entre as dúvidas, cidadãos questionam o propósito dos contêineres disponibilizados nos bairros de Chapecó. O contêiner de cor VERDE é utilizado para o armazenamento de lixo úmido ou orgânico. O contêiner LARANJA é utilizado para descartar o lixo seco e reciclável.
 
            “O descarte de lixo deve ser feito da melhor forma possível, começando dentro da nossa casa com a separação mínima do lixo em orgânico e reciclável. Quando o descarte é feito de forma errada os resíduos que poderiam ser reaproveitados para reciclagem vão para os aterros e/ou ficam expostos ao acúmulo da água, contribuindo assim para a proliferação dos mosquitos da dengue, além de contribuir para a contaminação do solo e da água, pois muitos dos objetos possuem agentes químicos que vão liberando com o tempo”, ressalta a estudante de Engenharia Ambiental e Sanitária, Nadine Negrão.
 
            Para dar o destino correto para o seu lixo, o Vereador Cleiton Fossá orienta entrar em contato ou ir até os Ecopontos de Chapecó, localizados na Secretaria de Infraestrutura Urbana, Rua Sete de Setembro, próximo a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro Presidente Médici, ou no bairro Efapi, na Rua Garças, nº 226-D.
 
Ambos recebem materiais entre as 7h à 18h. O óleo de cozinha pode ser descartado no Verde Vida- Programa Oficina Educativa, ou nas feiras livres. Já o descarte de pneus, é necessário ir ao Ecoponto que recebe apenas esse material, localizado na rua Israel, bairro Maria Goretti, nº 240.
 
            “Nos casos de acúmulo de lixo e entulhos em vias públicas é responsabilidade do município -que vai tentar identificar o cidadão e responsabilizá-lo pelo descarte incorreto do lixo- recolher.”
 
Porém, a princípio não há elementos jurídicos que obrigue a secretaria de buscar entulhos de moradores que não conseguem ir até o Ecoponto descartar CORRETAMENTE.
 
“ Ano passado o município organizou um calendário mensal para recolher os entulhos, mas a princípio existe uma determinação do Ministério Público para não desenvolver tais ações. Então é necessário um esforço de todos: da Prefeitura, oferecendo o local apropriado para descarte, e dos cidadãos, que precisam ter a consciência de que o acúmulo de lixo em terrenos ou qualquer lugar indevido pode trazer riscos para a saúde e complicações para o meio-ambiente ”, conclui o Vereador Cleiton Fossá.
 
 
Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá.

Foto: Kassyane Fontana


 

Veja também

Fossá promove reuniões de trabalho nos bairros16/07/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá promove neste mês de julho, período onde não são realizadas sessões ordinárias, três reuniões de trabalho em comunidades. O objetivo é discutir infraestrutura, moradia, área de lazer, saúde e creches nos bairros Bom Pastor, Eldorado e Santo Antônio. Na quinta-feira, dia 23, ocorre reunião de trabalho para discutir quais medidas a prefeitura tem adotado referente às famílias com......
Transporte coletivo: novela não tem fim em Chapecó15/05/18 Chapecó – A demora no processo licitatório do transporte público coletivo de Chapecó, que se arrasta desde 2010, tem impactado diretamente nos usuários do sistema. Atualmente, mais de 70 mil pessoas utilizam......

Voltar para NOTÍCIAS