Postado em 13 de Abril de 2020 às 11h50

Entrega da declaração do imposto de renda pode ser feita até 30 de junho

Cleiton Fossá | Vereador        A Receita Federal anunciou no início deste mês o adiamento do prazo de entrega da declaração do imposto de renda para pessoas físicas (IRPF) até 30 de...

       A Receita Federal anunciou no início deste mês o adiamento do prazo de entrega da declaração do imposto de renda para pessoas físicas (IRPF) até 30 de junho, devido a pandemia da Covid-19 no país. As alterações estão descritas na Instrução Normativa RFB nº 1.934, publicada na última terça-feira (7) no Diário Oficial da União. Segundo o órgão, a restituição do primeiro lote ainda está sendo avaliada, se será ou não mantido em 30 de maio.

      Simultaneamente a decisão, na Câmara dos Deputados também foi aprovado o projeto de lei 985/2020, que prevê a suspensão do prazo da declaração enquanto estiver em vigência a Lei 13.979/20, chamada Lei Nacional da Quarentena. O projeto também prevê a suspensão do Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP) e a Relação Anual de Informação Social (Rais). 
Bem como, a suspensão da cobrança de juros e multas por atrasos no pagamento de financiamentos imobiliários e de veículos, de tributos federais e de empréstimos feitos por pessoas físicas e jurídicas. No entanto, o projeto ainda precisa ser aprovado pelo Senado e depois passar para sanção do presidente Jair Bolsonaro. 

O Projeto de Lei foi apresentado, com o apoio do Conselho Federal de Contabilidade de outras entidades setoriais, devido a indefinição da Receita para efetuar a prorrogação. O fisco poderia ter sido adiado automaticamente após decreto do Ministério da Economia ou por meio de Portaria. O órgão já havia adiado a declaração e pagamento de impostos para microempreendedores individuais (MEI) e empresas do Simples, de 31 de maio para 30 de junho, mas ainda não tinha feito o mesmo com a declaração de imposto de renda.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá


  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

Cidadãos têm direito de propor projetos de lei18/04/18         O desenvolvimento do projeto de lei não é exclusividade do poder legislativo, pois as normas que regem um município, estado ou país, também podem ser apresentadas por todos os cidadãos, sem a necessidade de ocupar um cargo no poder.         O projeto de lei de iniciativa popular frisa a importância da democracia,......
Vereadores de Chapecó rejeitam pedidos de informações17/10/17 Chapecó - A base governista rejeitou requerimentos do vereador Cleiton Fossá que solicitavam informações sobre diversas áreas. Na discussão em tribuna, Fossá ressaltou que os dados pedidos não constam no Portal da Transparência da prefeitura, por isso, a......

Voltar para NOTÍCIAS