Postado em 09 de Janeiro de 2015 às 19h35

Fossá fala sobre o mundo imaginário da prefeitura

Câmara (84)Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Prefeitura (38)Vereador (224)
Chapecó - 'Ouvi na manhã desta sexta-feira a fala do vice-prefeito Buligon em uma emissora de rádio e tive a certeza de que o pessoal da prefeitura vivem num mundo imaginário. Conforme ele, fornecedores e servidores públicos recebem em dia e os serviços públicos funcionam perfeitamente. Ainda, as obras atrasadas em Chapecó é exclusivamente culpa do governo federal. É importante lembrar que existe obra com mais de três anos de atraso em nosso município, sem falar no asfalto prometido no período pré-eleitoral de 2012 e que ainda não foi executado. É muito mais fácil culpar os outros do que reconhecer os problemas e assumir a responsabilidade. Os governantes de Chapecó estão brincando com a inteligência da população. Como sou o vereador que fiscalizo e cobro, mas também apresento alternativas, estou agendando uma audiência no Tribunal de Contas da União (TCU) para buscar informações se os repasses federais para as obras estão realmente atrasados e, caso esteja, vou atrás de soluções. O que não pode é ficar apenas empurrando o problema com a barriga".

Veja também

Prefeitura tenta se eximir de suas responsabilidades, diz Fossá16/01/15 Chapecó - 'Acompanhei a entrevista do prefeito de Chapecó em uma rádio da cidade, onde ele disse que a oposição usa de sarcasmo para atacar a administração, questionando a ética e a moral dos vereadores de oposição. Não é estranho o prefeito não ter falado sobre os dois anos de seu governo, já que foi um completo desastre. Falo de ações do governo e não da oposição. Cito como exemplo o bloqueio de bens......
Comissão analisará taxa de lixo08/03/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá apresentou requerimento solicitando que seja realizada uma revisão com relação à Taxa de Coleta de Resíduos (TCR), que ainda gera muitas discussões e polêmicas em Chapecó. Segundo Fossá, a repercussão do tema foi notória......

Voltar para NOTÍCIAS