Postado em 14 de Novembro de 2017 às 17h15

Fossá propõe criação do Programa Matrícula Sem Fila

Chapecó - Buscando acabar com a fila nas madrugadas para matrículas e rematrículas de alunos na rede municipal infantil de Chapecó, o vereador Cleiton Fossá está propondo à Secretaria de Educação a criação do Programa 'Matrícula Sem Fila'. O projeto de Fossá é que esse processo seja informatizado e, via internet, os pais possam fazer matrículas ou transferência dos alunos desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental, incluindo a Educação Especial e a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Conforme Fossá, a sugestão é que o Programa seja composto por duas fases. A primeira fase é responsável por oferecer a totalidade de vagas disponíveis na Educação Infantil I e II (Creche e Pré-Escola), Educação Especial, Ensino Fundamental e EJA das unidades escolares. A segunda fase oferece as vagas remanescentes da primeira nas mesmas modalidades. A renovação de matrícula será garantida de forma automática para continuidade de estudos na mesma unidade escolar em que o aluno já frequenta as aulas.

O vereador solicita que no período de matrículas as unidades escolares fiquem à disposição dos pais que não possuem acesso à internet, com servidores, para a efetuação das inscrições. 'O objetivo do Programa é garantir o melhor atendimento aos chapecoenses na hora de matricular os alunos. Quando desburocratizamos e garantimos o atendimento via internet, os pais e responsáveis podem, de qualquer lugar, através do celular, resolver a questão da matrícula e confirmar a vaga dos seus filhos', explica Fossá.

Veja também

Chapecó tem dois pacientes curados do novo coronavírus01/04/20        Em meio ao cenário de incertezas e preocupações, chegam boas notícias. Uma delas foi repassada na manhã desta quarta-feira (01), pela prefeitura municipal de Chapecó, sobre a cura de dois pacientes confirmados com o novo coronavírus.        O município ao todo registra 45 casos notificados, cinco casos......
Saúde é o nosso bem mais precioso07/04/20        Desde o início de janeiro, o mundo todo tem acompanhado com espanto a um fenômeno chamado coronavírus. A pauta saúde nunca esteve tanto em alta, como agora. O veículos de comunicação......

Voltar para NOTÍCIAS