Postado em 08 de Junho de 2018 às 13h52

Professores são perseguidos e demitidos na Univali

Cleiton Fossá | Vereador Nesta quinta-feira, dia 7, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte/SC), divulgou uma nota de repúdio devido as demissões e redução de carga...

Nesta quinta-feira, dia 7, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte/SC), divulgou uma nota de repúdio devido as demissões e redução de carga horária dos professores na Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Ainda, o Sindicato dos Professores de Itajaí e Região (Sinpro), concluiu que três professores foram despedidos por justa causa. Entre eles, a professora Doutora Cássia Ferri, que disputou a reitoria da universidade em fevereiro deste ano. Vinte professores, que apoiaram a candidata, tiveram a carga horária reduzida.

De acordo com o Sinte/SC, os profissionais foram demitidos sem aviso prévio e também estão sendo acusados por impasses financeiros da instituição, mas não há comprovação. Além disto, Cássia foi acusada por conceder bolsas do Pro-uni e também, foi retirada da sala de aula para receber a demissão. O Sinte/SC ressaltou que a universidade agiu de forma autoritária e que “está clara a perseguição político-ideológica da atual administração, pois não existe qualquer justificativa para as demissões, tampouco, motivos comprovados para dispensar os trabalhadores por justa causa”.

“Em consideração a professora Cássia, que dedicou 24 anos a universidade, e também a todos os professores, que partilham diariamente o seu conhecimento para qualificar a educação, preparando os alunos para o mundo do trabalho, presto minha solidariedade. Sou contra qualquer ação que cale a voz dos estudantes e professores, e também contra as perseguições políticas, que impedem as melhorias na gestão da universidade, denominada ‘comunitária’”, conclui o vereador Cleiton Fossá.

 

Alessandra Favretto, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Fonte: Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina

Veja também

Vagas em escolas geram reclamações26/11/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá recebeu nos últimos dias diversas queixas a respeito das rematrículas nos Centros de Educação Infantil Municipal (CEIMs) e nas Escolas Básicas Municipais (EBMs) de Chapecó. As informações dos pais é de que muitos estudantes da rede municipal de ensino público não conseguiram rematrícula na mesma escola ou creche ou no mesmo turno que frequentavam. Fossá explica que as rematrículas......
Estacionamento Rotativo em Chapecó: Rotativo ou Arrecadatório?15/07 Chapecó assim como muitas cidades do Brasil, conta com o sistema de estacionamento rotativo. Com o objetivo principal de contribuir para que as ruas da cidade não fiquem com as vagas 100% utilizadas o tempo todo pelas mesmas pessoas, essa medida......

Voltar para NOTÍCIAS