Postado em 08 de Dezembro de 2014 às 17h45

Requerimento que convocava secretários é rejeitado

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Requerimento (10)Vereador (224)
Chapecó - Mais uma vez a base governista decidiu pela falta de transparência. Foi assim que o vereador Cleiton Fossá definiu a rejeição do requerimento 324/14, de sua autoria, que solicitava a presença de secretários e superintendentes na Câmara de Vereadores para falaram sobre as ações desenvolvidas. O objetivo, diz Fossá, é que os secretários prestassem contas das ações realizadas em suas pastas, investimentos realizados e apresentassem o planejamentos para 2015. O vereador recorda que um dos objetivos essenciais da administração pública moderna é a transparência pública, ou seja, a divulgação das ações governamentais aos principais interessados, que são os cidadãos. 'Uma das atribuições dadas ao administrador público é a obrigação de atuar com moralidade, ética, boa-fé e lealdade, atributos esses do princípio da moralidade', justifica Fossá, lembrando que todas as ações de um governo devem ser publicizadas para o controle social. Para Fossá, secretários e superintendentes têm o dever de prestarem contas de suas ações, bem como apresentarem à sociedade onde o público foi investido. 'Não sei o motivo de alguns vereadores da base governista blindarem tanto os secretários. O que querem esconder'', perguntou. Fossá teve diversos requerimentos e projetos que garantiam acesso à informação e transparência pública rejeitados ao longo dos dois primeiros anos de mandato. 'Vou seguir na luta', concluiu.

Veja também

Fossá diz que bancos deixam de pagar R$ 10 mi à prefeitura14/08/14 Chapecó - Evitar a sonegação de impostos e aumentar a arrecadação de Chapecó. Estes são os principais objetivos do requerimento apresentado pelo vereador Cleiton Fossá na Câmara de Vereadores de Chapecó. Conforme Fossá, existe um hábito negligente dos municípios brasileiros no que diz respeito a falta de cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) nas atividades bancárias, que deve ser pago às prefeituras pelas......

Voltar para NOTÍCIAS