Postado em 08 de Outubro de 2015 às 18h53

Telefonia: Fossá pede que Procon abra investigação

Audiência Pública (23)Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Investigação (5)Vereador (224)
Chapecó - O vereador Cleiton Fossá teve aprovado requerimento solicitando ao Procon a instauração de investigação preliminar para buscar informações das operadores de telefonia móvel, fixa e de internet. O pedido ocorre após a audiência pública, que seria realizada pelo parlamento chapecoense dia 15 deste mês, ser cancelada devido a Anatel e algumas empresas não confirmarem presença no evento. Esta foi a segunda vez que a audiência pública precisou ser cancelada. Cleiton Fossá pretende enviar as informações colhidas aos Ministérios Públicos Estadual e Federal, com objetivo de resolver os problemas e garantir a expansão e qualidade dos serviços prestados à comunidade. Muitos vereadores manifestaram indignação com a Anatel e as operadoras, relatando problemas cotidianos, principalmente na telefonia móvel. Fossá ressalta que está agindo em defesa do consumidor, por isso, decidiu acionar o Procon e, depois, o Ministério Público. Problemas As informações solicitadas são sobre a capacidade e qualidade do sinal de internet no município; quantas e onde se localizam as áreas de sombra em Chapecó referente à telefonia móvel; ainda, se há data para efetivar a ampliação da telefonia fixa. Sobre a telefonia fixa, Fossá explica que a empresa Oi é a concessionária no Estado e tem a responsabilidade de expandir os serviços, enquanto na telefonia móvel, várias localidades enfrentam problemas recorrentes de sinal.

Veja também

Cleiton Fossá responde vice-prefeito23/06/15 Chapecó - No programa do Marcelo Lula na rádio Chapecó, o vice-prefeito Buligon - o qual tenho profundo respeito pela pessoa e cargo público que ocupa - deu uma aula de arrogância, ódio, estupidez e despreparo. A fim de acobertar a má gestão municipal, com raiva nas palavras, joga toda a responsabilidade na conta do governo federal, que até pode ter uma parcela de responsabilidade, mas não toda, como ele afirmou e......

Voltar para NOTÍCIAS