Postado em 23 de Abril às 17h28

Ampliação do Auxílio Emergencial é aprovado pelo Senado

Cleiton Fossá | Vereador       Nesta quarta-feira (22) o Senado aprovou o projeto que inclui novos grupos para receber o auxílio emergencial e altera alguns requisitos. Agora o texto segue para a sanção...

      Nesta quarta-feira (22) o Senado aprovou o projeto que inclui novos grupos para receber o auxílio emergencial e altera alguns requisitos. Agora o texto segue para a sanção presidencial.

       O valor do benefício e o tempo de recebimento continuam de R$ 600,00 por três meses. E o dispositivo que que nega o auxílio aos trabalhadores, que registraram rendimentos tributáveis acima de R$ 28. 559, 70, em 2018, deixa de existir.

       Além disso, assegura o recebimento do benefício sem o CPF regularizado, deixa claro que dois membros de uma mesma família recebam o auxílio, proíbe que bancos retenham o valor para o pagamento de dívidas e expande a base do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

       Entre os profissionais que poderão receber o benefício estão: agricultores, trabalhadores das artes e da cultura, diaristas e babás, ambulantes que comercializem alimentos. Desde que se enquadrem nas exigências, outros trabalhadores também podem ser contemplados.

       A Lei prevê que profissionais intermitentes, que exercem prestação de serviço conforme a demanda do empregador, como garçons, cozinheiros, vigilantes e carregadores, também serão incluídos no programa, desde que a renda seja menor que R$ 1.045.

       Os chefes de família solteiros, independente do sexo, terão direito a duas cotas do auxílio. Mães adolescentes menores de 18 anos, também serão beneficiadas.

       Atualmente as famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) consideradas incapacitadas de manter um idoso ou deficiente, precisam apresentar renda mensal, por pessoa, igual ou superior a R$ 261, 25 para receber o benefício. O texto altera o valor para R$ 522,50.

       Também é permitida a suspensão das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para estudantes sem pendências no pagamento das mensalidades e assinaram contratos antes do decreto de calamidade pública.


Cancelamento da antecipação da segunda parcela do benefício

       O Ministério da Cidadania anunciou também nesta quarta-feira (22) que o governo não vai antecipar o pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial.

       A parcela seria paga nesta quinta feira (23), mas segundo o Ministério muitas pessoas ainda estão em análise para receber e outras nem receberam ainda. Devido a fatores legais e disponibilização dos créditos, o governo afirma que esteja impedido de fazer a antecipação.


--- 
Cleiton Fossá está à disposição da população para outras informações, tirar dúvidas e aceita também sugestão de conteúdos. Para entrar em contato e acompanhar o mandato, você pode chamar no WhatsApp, ou pelas redes sociais: Facebook e Instagram.

 

 

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá



  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

CLEITON FOSSÁ APRESENTA PROJETO DE LEI QUE INSTITUI O "IPTU VERDE"11/03/19          O Vereador Cleiton Fossá apresentou no início deste ano o Projeto de Lei Complementar nº 3/2019 que propõe instituir o chamado IPTU Verde na cidade de Chapecó, agora o Projeto tramita nas comissões internas do Poder Legislativo.          O objetivo é fomentar medidas que melhorem, preservem, protejam e......
Confirmado o 6º caso de coronavírus em Chapecó05/04        Na manhã deste domingo (05), a prefeitura municipal de Chapecó por meio de uma postagem nas redes sociais confirmou que o município registra o sexto caso confirmado no novo coronavírus.  ......
Fossá avalia dois primeiros anos de mandato22/12/14 Chapecó - Encerrando o segundo ano de mandato como vereador em Chapecó, Cleiton Fossá promoveu debate em áreas que impactam diretamente na vida dos cidadãos chapecoenses, buscando resolver problemas cotidianos. Dentro das prerrogativas de vereador, temas como......

Voltar para NOTÍCIAS