Postado em 23 de Junho de 2015 às 18h43

Cleiton Fossá responde vice-prefeito

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Luciano Buligon (5)Prefeitura (38)Resposta (3)Vereador (224)
Chapecó - No programa do Marcelo Lula na rádio Chapecó, o vice-prefeito Buligon - o qual tenho profundo respeito pela pessoa e cargo público que ocupa - deu uma aula de arrogância, ódio, estupidez e despreparo. A fim de acobertar a má gestão municipal, com raiva nas palavras, joga toda a responsabilidade na conta do governo federal, que até pode ter uma parcela de responsabilidade, mas não toda, como ele afirmou e reafirmou. Buligon tenta se eximir de suas responsabilidades sendo um gestor municipal irresponsável, pois é vice-prefeito da cidade. Na ânsia de se perpetuar no poder, muda de partido e passa a agir de forma populista, sensacionalista, com ódio, mostrando que não tem condições alguma de estar à frente da cidade de Chapecó. Não dá para aceitar que brinquem com a memória dos chapecoenses, pois esse governo cometeu diversos erros. Será que Buligon esqueceu do aumento de tributos municipais (Cosip, ITBI, Taxa de Lixo)'Do aumento da tarifa do transporte coletivo e do estacionamento rotativo'Das obras paradas'Da cassação de seu mandato e do prefeito Caramori por gasto excessivo em publicidade'Do asfalto prometido aos moradores no período pré-eleitoral de 2012 e não feito'Da denúncia do Ministério Público por direcionamento na licitação dos shows da Efapi 2013'Do cancelamento da Efapi 2015 por incompetência e falta de coragem'Dos quase R$ 100 milhões em dívidas de empréstimos e precatórios'Da dívida de R$ 13,8 milhões do período de 2005 a 2008 com a Receita Federal e a Fazenda Nacional'Da dívida de R$ 139 milhões com o Simprevi'O povo precisa de político que assuma suas responsabilidades e resolva os problemas, e não que simplesmente transfira a culpa.

Veja também

Fossá faz visitas e ouve lideranças24/07/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá tem aproveitado o mês de julho, que é de recesso parlamentar, para realizar visita à lideranças comunitárias em alguns bairros de Chapecó. O parlamentar explica que no período de recesso não são realizadas sessões na Câmara, porém, as atividades não param. 'Sem as sessões, resolvi estender as reuniões com algumas lideranças', diz. As reuniões, explica Fossá, são para......

Voltar para NOTÍCIAS