Postado em 07 de Outubro de 2015 às 17h58

Fossá critica gastos da prefeitura com propaganda

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Gastos (3)Prefeitura (38)Publicidade (3)Vereador (224)
Chapecó - O vereador Cleiton Fossá utilizou a tribuna da Câmara de Vereadores para contestar os gastos com publicidade da prefeitura de Chapecó. Conforme dados obtidos através do Portal da Transparência, a administração municipal gastou R$ 5.185.177,20 com publicidade e propaganda entre janeiro de 2014 e junho de 2015. Esse valor corresponde a pouco mais de R$ 288 mil por mês ou R$ 9,5 mil por dia, no período de 18 meses. Fossá ressalta que muitas ações divulgadas nas propagandas são obras ou investimentos do governo federal e do governo estadual, que a prefeitura divulga como sendo da administração municipal. 'É uma verdadeira propaganda enganosa. Um desrespeito com o dinheiro público', comenta. Para o vereador, a divulgação de campanhas ou ações de uma administração pública é necessária, mas sem excessos, como os que ocorrem em Chapecó. Comparativo De acordo com o processo seletivo para contratação de médico para Chapecó, o vencimento de um médico especialista de 20 horas é de R$ 4 mil, enquanto um exame de ressonância magnética custa, em média, R$ 500. 'Com o que a atual administração gastou em publicidade e propaganda no período de janeiro de 2014 e junho de 2015, poderiam pagar 72 médicos especialistas ou realizar 576 exame de ressonância por mês', compara Fossá.

Veja também

Fossá exalta números favoráveis da Copa do Mundo14/07/14 Chapecó - Conforme estudo da Fipe, o retorno econômico-financeiro da Copa do Mundo será de R$ 30 bilhões na economia do Brasil. Somados aos R$ 9,7 bilhões da Copa das Confederações, o País terá movimentado quase R$ 40 bilhões em apenas doze meses. De acordo com o Ministério do Turismo, mais de um milhão de empregos foram gerados no Brasil de forma direta e indireta. 'Além de recobrar a auto-estima dos......
Nova matriz econômica: primeiro passo foi dado17/12/13 Chapecó - A Câmara de Vereadores de Chapecó aprovou ontem (16), em segunda votação, o Projeto de Lei ordinária 223/13, de origem do poder executivo, que muda dispositivos da Lei 6.476 de 15 de outubro de 2013. A iniciativa alterou a composição do Conselho de......

Voltar para NOTÍCIAS